Saiba como lidar com a diversidade no ambiente de trabalho

É cada vez maior a diversidade que encontramos no dia a dia empresarial. Diferenças de raças, gênero, orientação sexual, religião, cultura e pensamento são comuns na rotina das empresas. Embora essa mistura fosse impensável há dois séculos, todos os dias vemos homens e mulheres, de todos os credos e etnias trabalhando em conjunto.
O resultado dessa diversidade no ambiente de trabalho é o conflito de ideias, já que cada pessoa pensa de uma maneira diferente e mostra diversos caminhos para a resolução de um mesmo problema.
É fundamental, então, que haja o respeito de todas as partes para o convívio ideal, principalmente no local de trabalho, onde atitudes negativas em relação à alteridade podem gerar conflitos internos e resultados ruins para a empresa.
Nesse sentido, será que você administra bem a diversidade no seu ambiente de trabalho? Confira este artigo e saiba como lidar com as diferenças sociais de maneira estratégica!

Tenha um Código de Conduta

Toda empresa deve ter um Código de Conduta e é importante que os funcionários tenham ciência e fácil acesso ao documento. Ele descreve políticas e valores dentro da companhia e como o funcionário que a representa deve se portar diante em diversas situações.
A empresa deve ter uma política bastante clara sobre a diversidade étnica e cultural, por exemplo. O código deve conter diretrizes sobre como deve ser o tratamento entre os colegas de trabalho, dos atos que jamais devem ser cometidos — como injúrias raciais — e as providências que serão tomadas em casos de desobediência.
O código deve ser revisado e atualizado sempre que necessário, reconhecendo a diversidade no ambiente de trabalho e assegurando que a produtividade não seja afetada. É dever da empresa apresentar suas políticas sempre que possível para evitar que aconteçam casos de constrangimento entre seus funcionários.
É importante que as companhias garantam um ambiente seguro e respeitável para os seus funcionários e que as diferenças sociais não acarretem prejuízos financeiros para a empresa.

Foque nas vantagens da diversidade para a empresa

O gerenciamento correto da diversidade no ambiente de trabalho guia a organização e os funcionários para o comportamento adequado, mas visa também vantagens competitivas.
As empresas contam com uma vasta lista de tarefas e funções e, com a diversidade social, podem contar com funcionários com diferentes habilidades e talentos para desempenhar essas missões, saindo na frente na disputa com a concorrência. Por isso, é importante que os recrutadores valorizem a diversidade no ambiente de trabalho.

Incentive eventos de integração entre funcionários

A boa relação entre os funcionários é fundamental para derrubar qualquer tipo de paradigma e preconceito. Por isso, a empresa deve sempre incentivar e até promover atividades e eventos que tenham como objetivo a integração dos colegas de trabalho.
Criar campeonatos internos esportivos (como futebol, futsal, pebolim ou tênis de mesa) ou organizar uma confraternização de final de ano é um bom começo. Dessa maneira, os funcionários se sentem mais confortáveis para trabalhar com os demais, o que facilita as rotinas das tarefas realizadas, aumenta a produtividade da equipe e melhora os resultados da empresa.

Promova atividades sobre a diversidade no ambiente de trabalho

Uma atitude positiva ao alcance da empresa é divulgar o máximo de conteúdo didático sobre gênero, sexualidade, religião e cultura — abrangendo toda a gama de diferenças que podem gerar atritos entre o time organizacional.
Fóruns e seminários com pessoas de diferentes países para contar sobre sua cultura e suas crenças ou debates sobre a luta das mulheres pela igualdade de gênero podem ajudar a destruir estereótipos e ajudar na conscientização dos funcionários.
Ações como essas promovem o crescimento pessoal dos seus colaboradores e dá segurança às pessoas, o que resulta em um ambiente de trabalho mais receptivo e igualitário.

Reprima estereótipos

Um dos maiores erros da sociedade é achar que pessoas de uma determinada camada social agem igual e pensam da mesma maneira. Esses estereótipos abrem oportunidades para o preconceito e acarreta discriminação e injustiça — o que pode gerar situações de tensão entre os funcionários.
Além disso, mesmo conhecendo os valores da empresa, alguns funcionários têm comportamento discriminatório. Muitas vezes, esses atos vêm de pessoas que exercem cargos de confiança e que influenciam na contratação de funcionários.
Esteja atento a isso ou você poderá deixar de inserir em seu quadro de colaboradores pessoas competentes e talentosas graças ao preconceito.

Seja uma empresa laica

No Brasil, todo cidadão tem direito de praticar a religião que escolher. No entanto, esse tema também é um alvo comum de discriminação.
Nesse caso, a empresa deve manter sua imparcialidade, sempre defendendo o respeito entre seus funcionários, sem interferir na decisão das pessoas ou tentar impor certa religiosidade. É papel dela garantir que nenhum trabalhador seja privado de alguma oportunidade profissional unicamente pela sua crença.

Crie canais de apoio aos funcionários

As empresas devem oferecer canais de comunicação para que o funcionário não se sinta desconfortável em denunciar algum tipo de discriminação sofrida no ambiente de trabalho. Um bom exemplo disso é a chamada “Ethics Line”, utilizada por muitas empresas.
Ela consiste em um número telefônico para o qual o funcionário pode ligar, anonimamente ou não, para relatar casos de condutas inapropriadas e antiéticas. Nesse caso, a empresa abre uma investigação para apurar se a denúncia é verdadeira e tomar as providências cabíveis.
É fundamental que haja comprometimento das companhias para punir funcionários que agem de maneira contrária aos valores e ao código de conduta da empresa, para que os demais funcionários sintam que podem contar com as ferramentas organizacionais e tenham um ambiente de trabalho mais confiável e respeitável.
Além disso, discriminação social e religiosa é crime e a empresa sabe que pode sofrer penalidades legais caso não aja em favor da vítima de preconceito. Por isso, é essencial que a empresa apure as denúncias recebidas, dê apoio à vítima e puna o agressor.
Ao promover um ambiente de trabalho mais receptivo e respeitável, a empresa cumpre sua responsabilidade social. Além disso, aproveitar os talentos independentemente de sua origem, sua orientação sexual ou sua cor proporciona um aumento na produtividade dos times e nos resultados positivos da empresa.
Por isso, certifique-se de que sua empresa tenha ferramentas que permitam que a diversidade no ambiente de trabalho seja explorada de maneira positiva e que os gestores e recrutadores entendam essa estratégia da companhia.
Gostou do nosso artigo? Siga-nos no Facebook e no LinkedIn e não perca nossas próximas publicações!

Share on linkedin
Share on twitter
Share on facebook
Share on whatsapp
Share on email
Share on telegram

2 Comentários

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

I accept the Terms and Conditions and the Privacy Policy

Fale com um
Especialista em Global Mobility